Como é viajar sozinho para Orlando?

Confesso que sempre coloquei Orlando como um destino secundário, já que o “acesso é mais fácil”, por conta da quantidade de ofertas e oportunidades que são oferecidas para gente. Nas férias, sempre priorizava outros destinos e sempre adiava conhecer a terra do nosso amigo Mickey. E posso falar? Burrada minha pensar assim, porque Orlando é incrível, um lugar mágico e todo mundo (no mundo), deveria ir pelo menos uma vez na vida pra lá.

Quando surgiu a oportunidade de ir para Orlando, parecia que tudo estava conspirando para a viagem dar certo. Primeiro foi a promoção das passagens, com a quantidade exata das minhas milhas, depois consegui a disponibilidade na empresa e só faltava a companhia, afinal seria uma semana inteira brincando nos parques. Só que, como a viagem foi no “susto” (aconteceu tudo muito rápido, em 30 dias comprei as passagens, os ingressos, reservei hotel, carro e fiz todo o planejamento), não encontrei ninguém que tivesse a mesma disponibilidade que eu, então o jeito foi ir viajar sozinho para Orlando.

 blog-do-xan-orlando-disney

Depois que vivi a experiência de estar sozinho por uma semana em Orlando ficou fácil listar as vantagens e as desvantagens:

1. Você dono do seu tempo

Essa é sem dúvidas a principal vantagem em ir sozinho. Já tinha lido alguns relatos e também algumas pessoas reclamarem que, ao estar com um grupo maior, você acaba perdendo um pouco mais de tempo, seja para ir ao banheiro, comer ou até mesmo alguns querendo ir em algum brinquedo e você em outros.  Viajando sozinho você é dono do seu tempo e você faz o que quer, quando quiser.

2. Filas mais rápidas

Nos parques é bem comum ter uma fila especial para os “Single Riders“, que são os visitantes que estão sozinhos. Geralmente a galera quer ir toda junta e acaba sobrando alguns lugares, o que beneficia você a ter mais tempo para aproveitar muito mais os parques ou até mesmo repetir aquele brinquedo que você gostou tanto!

3. Cadeira cativa

Sim, estando sozinho é bem mais fácil conseguir um lugar em um restaurante disputado (mesmo que seja no bar) ou até mesmo naquele show ao vivo onde tem aquele único espaço. O mesmo vale para os transportes rápidos nos parques (ônibus, monotrilhos e barcos).

4. Você pode ter o seu momento extravagância

Como diria a Silvia Oliveira, do Matraqueando, toda viagem econômica merece um momento extravagância. Se você está em uma família de 5 pessoas, dificilmente iria fazer um programa caro, por conta da quantidade de pessoas, mas estando sozinho esse custo será apenas para uma pessoa.

5. Conhecer pessoas

Assim como você, outras pessoas estão viajando sozinhas para Orlando e é uma excelente oportunidade para fazer novas amizades. Lembro de ter ficado cerca de 2h na fila de um brinquedo (não consegui FastPass para a montanha russa dos sete anões) e acabei fazendo amizade com uma menina muito gente fina da Califórnia, que também estava sozinha. Dividimos experiências e falamos das nossas culturas (ela tinha muitas perguntas sobre o Brasil..rs). O tempo passou tão rápido que nem sentimos o tempo de espera.

E claro que nem só de vantagens vive o viajante solo, há também suas desvantagens como alugar um carro que cabem 5 pessoas e você pagar para ir sozinho, ou mesmo o hotel que tem essa mesma dinâmica. Ah, a quantidade de comida em alguns restaurantes também pode ser um problema, já que você poderia dividir com outra pessoa, evitando o desperdício e até economizando.

Mas se está pensando em ir viajar para Orlando e a companhia for um limitador, posso te assegurar que sua experiência pode ser incrível indo viajar sozinho. Recomendo demais e acredito ser uma ótima oportunidade de se descobrir uma excelente companhia.

E você? Planeja ou já viajou sozinho para Orlando? Divide com a gente a sua experiência 😀

Comentários

Você pode gostar

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. * Campos obrigatórios.

Você pode usar estas tags HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>