Roteiro: O dia em que visitamos o Palácio de Versailles

Falar que visitar Versailles é um passeio obrigatório quando se tem uns dias em Paris tá mais batido que tirar foto da própria Torre Eiffel. Chegar no Palácio de Versailles a partir de Paris é moleza, e já falei nesse post aqui. Assim que chegar, você já pode sacar a câmera e tirar umas fotos da fachada do Château. Como já havíamos comprado os ingressos ainda no aeroporto, passamos por uma “catraca especial” e sem filas.

blog-do-xan-versailles-1

blog-do-xan-versailles-2

Ao visitar o interior desse imenso palácio ou passear por seus enormes jardins você entenderá por que ele foi a glória do Rei Sol. Tudo aqui é muito grande e merece uma preparação, por isso vou explicar passo-a-passo os pontos altos para você não perder nada.

Como Explorar o Palácio

O pátio principal se chama Pátio dos Ministros. Nele avistamos a ala sul, que originalmente abrigava os aposentos dos nobres. Hoje é um museu histórico. No centro, em frente ao Pátio Real fica o Pátio de Mármore, este pátio é decorado com calçamentos, runas e bustos de mármore. Sobre o balcão central estão as figuras de Hércules e Marte ao lado do relógio do frontão.

blog-do-xan-versailles-3

 Na ala norte está a Capela Real, última grande obra de Monsart, esta capela barroca foi a contribuição final do rei Luís XIV a Versalhes. Em seu soberbo interior destacam-se as colunas coríntias e os belos murais barrocos.

blog-do-xan-versailles-capela

Assim que você entrar no palácio, você terá acesso a adquirir o áudio guia e o mapa do passeio. As principais salas do palácio ficam no primeiro andar. Ao redor do Pátio de Mármore estão os aposentos reais. Você pode apreciar o Quarto Real, no qual Luis XIV morreu aos 77 anos, em 1715. O aposento ao lado é o Cabinet du Conseil, onde o rei recebia ministros e familiares.

blog-do-xan-versailles-salas-1

blog-do-xan-versailles-salas-2

Ao lado dos jardins, os aposentos oficiais exibem rica decoração, com mármores coloridos, entalhes em pedra e madeira, murais e móveis dourados. Cada um é dedicado a um deus do Olimpo. A sala do trono de Luis LXV, chamada Salon d’Apollon, foi desenhada por Le Brun e dedicada a Apolo. O ponto alto da visita é o Salão dos Espelhos, com 70m de extensão e 17 espelhos que refletem a luz das altas janelas, sediou importantes eventos. Nele foi ratificado em 1919 o Tratado de Versalhes, que encerrou a Primeira Guerra Mundial.

blog-do-xan-versailles-salao-espelhos

Entre as atrações, também destacam-se a Capela Real e o Museé des Carosses (museu das carruagens), situado em frente ao palácio.

Os Jardins de Versailles

Os jardins do palácio estão à altura da colossal obra de Luis XIV. Em frente ao palácio fica o Canteiro das Águas, decorado com magnificas estátuas de bronze.

blog-do-xan-versailles-jardins-1

blog-do-xan-versailles-jardins-2

blog-do-xan-versailles-jardins-3

blog-do-xan-versailles-jardins-4

Descendo a “avenida”  fica a Fonte de Apolo. Esta fonte simboliza o regime de Luís XIV, ou, o Rei-Sol. Por trás desta fonte repousa o Grand Canal, a maior extensão de água, que foi cenário de muitas festas em barcos, promovidas por Luis XIV.

blog-do-xan-versailles-jardins-fonte-apolo

Nos jardins erguem-se dois palácios menores: o Grand Trianon, de mármore rosa e pedra, foi criado por Mansart em 1687 como discreto rufúgio para Luís XIV e sua amanda, Madame de Maintenon. Perto fica o Petit Trianon (1762), construído para Madame de Pompadour, amante de Luís XV. Este pequeno palácio tornou-se o favorito de Maria Antonieta. Atrás dele pode-se ver Hameau, aldeia em miniatura onde a rainha costumava brincar de pastora de ovelhas (!).

blog-do-xan-versailles-jardins-petit-trianon

Finalmente, foi construída uma outra estrutura conhecida como o Petit hameau, ou Le Hameau de la Reine (“a aldeia da rainha”), localizado nos jardins do Petit Trianon, o qual consistia na recriação de uma pequena quinta Normanda. Era constituído por casa de quinta, leitaria e moinho e cá pra nós? Meu lugar favorito em todo do Palácio de Versalhes. A impressão que tinha é que estava em um cenário de filme de época, sabe? Emocionante.

blog-do-xan-versailles-jardins-petit-hameau-1

blog-do-xan-versailles-jardins-petit-hameau-2

blog-do-xan-versailles-jardins-petit-hameau-3

Cara, o palácio realmente é incrível e merece uma atenção especial na sua visita a Versailles. Esse lugar realmente tomou um teco do meu coração.

Serviço:

Sitehttp://www.chateauversailles.fr/ 

Horário:
Alta temporada:
Palácio: Todos os dias, exceto segundas, das 9h às 18h30
Trianon e Marie-Antoniette’s Estate: Todos os dias, exceto segundas, 12h às 18h30
Jardim: Todos os dias, das 8h às 20h30
Parque: Todos os dias, das 7h às 20h30
Baixa temporada:
Palácio: Todos os dias, exceto segundas, das 9h às 17h30
Trianon e Marie-Antoniette’s Estate: Todos os dias, exceto segundas, 12h às 17h30
Jardim: Todos os dias, das 8h às 18h
Parque: Todos os dias, das 8h às 18h

Preço: Para visitar tudo – 18 euros; somente o Palácio – 15 euros;

Compra dos ingressos online: clique aqui.

Comentários

Você pode gostar

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. * Campos obrigatórios.

Você pode usar estas tags HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>